Worlds 2021: EDG é Campeã Mundial de League of Legends

Worlds 2021: EDG é Campeã Mundial de League of Legends

Com uma série insana, equipe chinesa se consagra campeã do mundial de League of Legends de 2021.

Juntamente com o título mundial, a EDG levanta o troféu Summoner’s Cup (Taça do Invocador, na tradução para o português) e recebe 22% da premiação total de US$ 2.225.000 (equivalentes a cerca de R$ 11.125.000), o que daria US$ 489.500 (R$ 2.500.000) nos valores atuais.

Os jogadores campeões foram premiados ainda com anéis de ouro, safira e diamante e poderão, em uma tradição no LoL, escolher os personagens do jogo que receberão skins especiais em homenagem ao título mundial de 2021.

Jogo 1

O Duelo de Titãs entre EDG e DWG KIA começou logo na sequência, com um jogo de abertura surpreendente da campeã chinesa. Na primeira partida contra a atual campeã do mundo, a Edward Gaming mostrou o motivo de ter conquistado a LPL com um jogo totalmente controlado, sem dar chance de resposta para a DWG.

E com destaque para o Jarvan IV do caçador JieJie, a equipe chinesa saiu na frente da série.

Jogo 2

Após sair atrás na série, a DWG KIA se viu na necessidade de responder com uma vitória e evitar uma situação complicada na série. E a experiência dos campeões do mundo fez a diferença no Jogo 2, quando Canyon e ShowMaker brilharam para responder à derrota da partida de abertura.

E em um gameplay dominante, a DWG controlou a EDG em Summoner’s Rift, empatando a série. Qiyana, a Imperatriz dos Elementos, do caçador Canyon foi o destaque do jogo.

Jogo 3

Com dois jogos controlados pelas equipes, não havia uma previsão concreta de como seria o resultado da terceira partida, que colocaria a equipe vencedora a uma vitória do título. Focada em impedir o bicampeonato dos adversários, a EDG veio forte no começo de partida, onde abriu uma grande vantagem, mas com o passar do tempo o time perdeu o controle do jogo nas grandes lutas e objetivos.

A partida foi decidida no brilho individual de ShowMaker, que usou das ultimates roubadas por seu Sylas para virar a partida a favor da DWG, que superou a desvantagem no ouro e venceu os campeões chineses, para ficar a um jogo do segundo título no Mundial de League of Legends.

Jogo 4

Com os resultados anteriores, a Edward Gaming, uma das organizações mais tradicionais da LPL ,se viu carregando o peso de toda a torcida da China nas costas. Sem poder perder, a equipe foi forçada a mostrar mais da resiliência que os fez chegar na decisão em duas séries completas de cinco jogos, trazendo a surpresa com o Viego nas mãos do caçador JieJie e um jogo avassalador.

Jogando como uma unidade, a EDG dominou os recursos em Summoner’s Rift e conseguiu a tão necessária vitória  para forçar o último e decisivo jogo pelo título.

Jogo 5

A partida mais importante e com as maiores histórias do Mundial: além de ser o jogo do título, o quinto jogo marcou a última partida da carreira de Khan, top laner da DWG KIA, além de ser a chance da EDG conquistar o primeiro Worlds de sua história, evitando o bicampeonato e a dinastia de seus adversários.

Dentro de Summoner’s Rift, a EDG saiu atrás após pressão da DWG na rota do topo, mas a equipe conseguiu se organizar no jogo e tomar as rédeas das partidas para si. A DWG KIA, atual campeã do mundo, tentou retornar com uma execução incrível do Barão, mas sucumbiu após a EDG conquistar o Dragão Ancião.

Com o buff, a Edward Gaming ainda executou um último Barão antes de marchar rumo ao Nexus da DWG e se sagrar como a nova Campeã Mundial de League of Legends pela primeira vez em sua história.